Posts filed under: Jurisprudência

(Relatora: Isabel Salgado) O Tribunal da Relação de Lisboa veio considerar que, «na perspectiva da substância do direito de reparação da perda total da viatura, não se concebe que, na operação aritmética, os valores em equação reportem à data do...
Continue Reading →
(Relator: Ferreira de Almeida) O Tribunal da Relação de Lisboa veio considerar que «a responsabilidade de seguradora, para a mesma transferida por estabelecimento hospitalar, acha-se submetida ao regime da responsabilidade contratual, pelo que lhe será aplicável, não o prazo prescricional...
Continue Reading →
(Relatora: Maria do Céu Silva) O Tribunal da Relação de Lisboa veio considerar que «o advogado que, no exercício de mandato judicial, viola os deveres de estudar com cuidado e tratar com zelo a questão de que seja incumbido, não...
Continue Reading →
(Relator: José Capacete) O Tribunal da Relação de Lisboa veio considerar que «as pessoas coletivas, mesmo as sociedades comerciais, são sujeitos ativos de direitos de personalidade ou estruturalmente idênticos, como sejam o direito ao bom nome, reputação, imagem, prestígio ou...
Continue Reading →
(Relator: Filipe Caroço) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que «a Central de Responsabilidades de Crédito, com atual enquadramento legal no Decreto-Lei n.º 204/2008, de 14 de outubro, constitui, no essencial, uma base de dados criada com o...
Continue Reading →
(Relator: Paulo Dias da Silva) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que «o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça n.º 2/2022, publicado no Diário da República n.º 18/2022, Série I, de 2022-01-26, uniformizou a jurisprudência nos seguintes termos:...
Continue Reading →
(Relator: Manuel Domingos Fernandes) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que, «devendo o dano biológico ser entendido como uma violação da integridade físico-psíquica do lesado, com tradução médico-legal, tal dano existe em qualquer situação de lesão dessa integridade,...
Continue Reading →
(Relator: Manuel Domingos Fernandes) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que «não obstante no âmbito da responsabilidade civil extracontratual o legislador tenha tido o propósito de restringir o direito de indemnização com base em facto ilícito à pessoa...
Continue Reading →
(Relator: Pedro Damião e Cunha) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que «o princípio orientador de aferição do montante indemnizatório que deve ser atribuído ao dano da perda de capacidade de ganho deve ser o seguinte: partindo do...
Continue Reading →
(Relatora: Isabel Silva) O Tribunal da Relação do Porto veio considerar que «é o conjunto dos herdeiros, nos termos do artigo 2091º do Código Civil, quem tem legitimidade substantiva para instaurar ação de responsabilidade civil por factos ilícitos para apuramento...
Continue Reading →